A primeira diretoria em 2016

Nossos Princípios

União: Entendemos que somente unindo todos os amantes do cavalo e do Laço Campista em nossa região, conseguiremos elevar nosso esporte preservando nossas tradições.

Respeito: Acreditamos que o respeito pelas pessoas, pelos animais, pela natureza, e pelas as tradições ligadas às coisas da terra e ao Laço Campista na suas origens, são importantes para gerir o presente e guiar o futuro de nosso esporte.

Identidade: Estudamos e ensinamos nossa história e cultura para podermos dar identidade ao nosso esporte e aumentar o sentimento positivo das pessoas com o mesmo.

Engajamento: Nossa associação não possui fins lucrativos, e todos trabalham com amor e dedicação pelo esporte para elevar o mesmo atraindo as famílias.

Ética: Os recursos que amealhamos são bem empregados para promover o Laço Campista ajudando todos envolvidos com o esporte, sejam eles laçadores, familiares de laçadores, donos de cavalos, domadores, criadores ou outros ligados ao cavalo.

Família: O Laço Campista é muitas vezes passado de pai para filho e os competidores aprendem muito cedo como laçar. Valorizamos muito a família e criamos em nossos eventos um ambiente favorável para as famílias participarem.

Nosso Time

Temos um time diverso com experiências distintas mas que possui cinco aspectos em comum:

  1. Amor pelos cavalos, lida com o gado e a terra;
  2. Desejo de preservar as tradições rurais de nossa região;
  3. Objetivo de obter o reconhecimento nacional da modalidade do Laço Campista;
  4. Boas intenções em criar um ambiente familiar e amigável para os competidores e familiares;
  5. Intuito de organizar, valorizar, fortalecer e evoluir toda a cadeia do cavalo em volta do Laço Campista para o benefício de todos.

Conheça a Diretoria

Nossa associação possui um grupo de pessoas dedicadas em promoverem o esporte do Laço Campista que é único no Brasil.

Lucimar de Carvalho (Cimar da Lagoa)

Presidente e co-fundador

Corretor de gado trabalhando com compras e vendas nos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. Cimar da Lagoa também trabalha com todos os aspectos da pecuária de corte envolvendo criação e seu manejo. Compete em nossas provas nas categorias Master e Aberta e se esforça para promover o profissionalismo do esporte para que o Laço Campista um dia seja uma modalidade reconhecida pela ABQM (Associação Brasileira de Cavalos Quarto de Milha)

João Siqueira

Diretor financeiro e co-fundador

Homem do campo dedicado a bovinocultura de corte e leite, engenheiro agrônomo, mestre e doutor especializado em nutrição animal de bovinos de leite, soube usar toda sua experiência prática e teórica para ajudar o esporte do Laço Campista. Também cria cavalos Quarto de Milha e Paint Horse de linhagens de trabalho com o gado e aprecia domar seus animais e prepará-los para competições de laço onde participa. Vê no Laço Campista um grande potencial, já que atividade já possui mais de 50 anos de história que vivenciou desde criança, como espectador e competidor. Entende que podemos aprender com os erros e abusos que foram cometidos com a modalidade no passado. Sabe que a introdução de boas práticas com regras e organização, sem nunca esquecer de respeitar a cultura e a tradição, são importantes para resgatar e profissionalizar o nosso esporte, não apenas perpetuando-o, mas também elevando o Laço Campista ao nível de sucesso e ascensão de outras tradições campeiras brasileiras, como o Laço Comprido no Sul e a Vaquejada no Nordeste.

Rogério Silveira

Diretor Técnico e co-fundador

Pecuarista, transportador profissional de animais e criador de cavalos Quarto de Milha de linhagem de trabalho. Rogério Silveira possui muita experiência com cavalos. Ele faz transporte pelo Brasil afora e promove assessoria para atividades equestres. Gosta de trabalhar para organizar esportes equestres associados ao trabalho de campo com o gado. Valoriza a importância do esporte do Laço Campista para manter as tradições e um ambiente amigável de diversão para famílias.

Vitor Silveira

Diretor Técnico e co-fundador

Dentista e criador de gado de corte e leite, Vitor também cria cavalos Quarto de Milha e Paint Horse de linhagem de trabalho com o gado. Competidor nas provas de Laço Campista, Vitor ajuda muito a Associação de Laço Campista e teve papel fundamental na fundação da mesma. Ele foi um dos primeiros a identificar a necessidade de formar um grupo de interessados no Laço Campista para criar a associação e organizar o esporte na região Fluminense. Vitor sente prazer em poder levar sua família para as provas e participar da confraternização com os amigos. Acredita também no crescimento e na profissionalização do nosso esporte.

Felipe dos Santos

Diretor Técnico

Supervisor local da EMATER–Rio localizada no escritório do município de São João da Barra-RJ, Felipe é zootecnista e mestre em ciência animal e criou a página Laço Campista Oficial com a finalidade de divulgar e fomentar o Laço Campista. Também cria cavalos das raças Quarto de Milha e Apaloosa para função no Laço Campista além de competir também nas provas. Entende que o Laço Campista merece ser reconhecido nacionalmente. Ele tem muito gosto em trabalhar para divulgar o esporte com o qual tem contato desde criança, onde era acompanhado de seu pai e seu avô. Felipe tem um papel muito importante na Associação do Laço Campista ajudando na divulgação da nossa modalidade nas redes sociais.

Marcius Souza

Diretor Técnico e co-fundador

Empresário do ramo de produtos agropecuários, criador de Paint Horses de linhagem de trabalho com gado e competidor nas provas de Laço Campista acredita que todos tem uma voz no esporte e que existe espaço para a participação das famílias. Marcius tem um papel importante na associação ajudando muito na operacionalidade das provas para que tudo corra tranquilamente e dentro do tempo de prova como planejado. Ele verifica a necessidade de substituir juízes, ajuda no manejo dos animais no curral e no preparo dos competidores antes do início da prova.

Everlan Santos

Diretor Técnico

Vendedor e distribuidor de café com muita experiência, Everlan também trabalha depois do horário comercial no sítio de sua família, onde mantém baias para cavalos que vem domando. Frequenta as reuniões da associação desde o início e se tornou diretor em 2018. Competidor nas provas da associação também vê o esporte como uma forma de ficar perto dos cavalos que ama, já que doma e prepara os mesmos para competirem nas pistas de laço. Acredita na liberdade que sentimos quando fazemos o que amamos mais e que o Laço Campista se equipara a outros esportes equestres de batismo regional, como a Vaquejada do Nordeste e o Laço Comprido do Sul. Trabalha firme para elevar o Laço Campista aos mais elevados níveis de reconhecimento no mundo das provas equestres de origem campeira.

Raphael Vasconcelos

Diretor Técnico

Instalador de acessórios automotivos, proprietário de cavalo de laço e competidor no nosso esporte. Raphael é um incansável diretor trabalhando pela associação e pelo esporte do Laço Campista expandindo as fronteiras com a organização do esporte para toda região dos Lagos, principalmente, no município de Macaé. Raphael é dedicado ao nosso esporte e acredita que o número alto de competidores é uma prova do potencial da modalidade. Valoriza a participação das famílias nas competições como forma de criar um ambiente amigável. Raphael tem muito orgulho de levar sua família paras as competições.

João Gomes Siqueira

Diretor e co-fundador

Médico veterinário e criador de gado, João usa o cavalo toda semana na lida com o gado na fazenda. Ajudou muito a Associação do Laço Campista na sua fundação escrevendo o estatuto e ajudando a por no papel as regras da modalidade. Tem muito conhecimento sobre a história da modalidade do Laço Campista desde sua origem e acredita que a modalidade deve ser preservada pois foi desenvolvida sob as condições locais, na época da colonização da região, pelos campeiros que lidavam com o gado na época.

André Luiz Barreto Crespo

Diretor de Comunicações

André Crespo é engenheiro agrônomo com mestrado e doutorado e trabalha na indústria de sementes de milho, soja, algodão e outras culturas. Tem uma ligação muito forte com o campo. Pequeno criador de cavalos da raça lusitana, André gosta muito de cavalos e tem como um de seus objetivos de vida preservar a rica cultura equestre do Norte Fluminense. André iniciou na ALC em 2019 ajudando com website, apresentações, ranking e outras atividades culturais para promover o Laço Campista.

Fábio Gomes Maurício Sales

Diretor Técnico

Fábio Gomes Maurício Sales é comerciante em Campos dos Goytacazes. Ele tem contato com cavalos desde criança e simplesmente não consegue ficar longe dos cavalos. Fábio ama o Laço Campista e tem muitos amigos no esporte. Ele tem como objetivo principal elevar o número de amantes do esporte valorizando o ambiente familiar. Bem relacionado no meio do laço, e bom entendedor dos benefícios da associação, a função principal do Fábio na ALC é explicar para o público os benefícios da ALC e as vantagens que os associados possuem. Com a ajuda do Fábio, ALC ganhou novos sócios.